Implantes Dentários

[starbox]

O início

Implantes
Os implantes surgiram nos anos 60, quando o ortopedista sueco Per-Ingvar Brånemark publicou uma série de estudos de investigação que testaram com sucesso a Osteointegração – fenómeno que consiste na união estável e funcional entre o osso humano e uma superfície de material artificial.

A aplicação deste princípio que mais sucesso teve em todo o mundo foi o Implante Dentário, que permitiu desde então a reabilitação oral de milhões de pessoas, atingindo resultados de conforto e qualidade de vida que até então não eram possíveis.

 Hoje

 

Nos últimos 40 anos ocorreu uma evolução enorme nesta área da Medicina Dentária.

Formaram-se equipas de investigadores de várias áreas da ciência. Desenvolveram-se novas técnicas de tratamento, novos materiais, desenhos e formas mais adequadas para os implantes. Criaram-se, sobretudo, novas superfícies que permitem hoje  “acelerar” a cicatrização óssea em redor dos implantes, diminuindo imenso o tempo de tratamento e o desconforto dos pacientes.

Hoje em dia a utilização dos implantes dentários tornou-se uma prática comum. É a opção que melhor preserva os dentes naturais remanescentes e é a que melhor “imita” a Natureza.

 

Como Funciona

 

O Implante Dentário tem a forma de um parafuso com uma rosca no seu interior. Assim, ele é colocado no seu maxilar para servir de raíz artificial. A rosca interior vai permitir que uma coroa de revestimento cerâmico possa ser fixada, formando assim um dente artificial.

A colocação do implante no maxilar é feita sob anestesia local, tal como um tratamento dentário comum. A intervenção é relativamente rápida e completamente indolor.

Dependendo do caso, é inclusivamente possível colocar uma coroa no próprio dia da intervenção, ou seja, realizar a “carga imediata” do implante.

No final do tratamento o resultado é um dente fixo, resistente, funcional, e com um aspecto perfeitamente natural.

Os implantes dentários podem ser utilizados para substituir um só dente perdido ou vários dentes (ou mesmo todos os dentes).

 

“Fixação” ou Retenção de Próteses Dentárias

 

Uma outra aplicação dos implantes dentários cada vez mais comum é a retenção de próteses dentárias removíveis.

Quando se perderam todos os dentes naturais, a utilização de próteses removíveis pode ser extremamente desconfortável porque muitas vezes as mesmas apresentam pouca retenção, dificultando a mastigação e a fala, o que contribui para uma diminuição importante da qualidade de vida.

A colocação de implantes no maxilar permite a utilização de encaixes próprios que fazem com que possa mastigar, falar e sorrir sem que as próteses se movimentem.

Esta solução de tratamento é extremamente simples e tem óptimos resultados no aumento da qualidade de vida do paciente portador de próteses removíveis. De tal forma é assim que hoje é considerado na comunidade científica  o tratamento-padrão (gold standard) para prótese removível total inferior.

 

Riscos e Contra-Indicações

 

As técnicas de tratamento, equipamentos e materiais utilizados desde a década de 60 até hoje evoluíram de tal forma, que os acidentes relacionados com o tratamento são hoje muito residuais.

Para além disso, temos actualmente meios auxiliares de diagnóstico e tecnologias avançadas que nos permitem planear ao pormenor e simular informaticamente todo o tratamento. É mesmo possível realizar virtualmente a colocação dos implantes e ver as estruturas anatómicas (ter noção dos seus limites, avaliar a densidade óssea, forma do maxilar, etc.) antes sequer de iniciar o tratamento.

Na Clínica do Mar, este planeamento é feito minuciosamente e em cada caso individualmente. Desta forma antecipamos muitas eventuais dificuldades que poderiam de outra forma surgir durante o tratamento, ou seja, diminuimos o risco.

Para isso, depois da primeira consulta e caso necessite, ser-lhe-á requisitado um exame de TAC para poder realizar esse estudo. O plano de tratamento será depois apresentado com todo o pormenor, e todas as suas questões serão esclarecidas antes de iniciar qualquer intervenção.

Em relação às Contra-Indicações, também elas são muito residuais. Praticamente todos os indivíduos têm condições físicas para realizar um tratamento de implantes, excepto alguns casos de doenças graves.

 

Preço

 

O preço ou honorários dos tratamentos com implantes dentários está fortemente condicionado pelo custo do material utilizado.

Para poder fornecer-lhe um orçamento para o seu tratamento com implantes, é necessário realizar um estudo do caso e assim determinar o tipo de intervenções e materiais necessários para o seu caso particular.

Não hesite em marcar uma consulta de aconselhamento, sem qualquer compromisso, onde poderemos apresentar-lhe todas as informações e esclarecer as suas questões adequadamente.

 

Vídeos

 

Vídeos informativos da responsabilidade do nosso parceiro – Straumann:

Marque já a sua consulta sem compromisso, através dos nossos Contactos.

26 thoughts on “Implantes Dentários”

  1. Os implantes dentários podem ter diferentes dimensões.
    O comprimento pode variar entre 4mm e 14mm ou mais. Existem implantes com diâmetros muito diversos, mas em média utilizamos diâmetros entre 3,3mm e 4,8mm.
    A escolha das dimensões correctas depende de cada caso em particular.

  2. bom dia,
    preciso de colocar um implante no dente superior da frente, mas ja ouvi falar em duas soluçoes, uma em acrilico e outra em ceramica. pelo que é a melhor e qual os preços de ambas. obrigado

  3. Boa tarde, Marta
    Antes de mais, obrigado pela sua questão.
    A diferença é, essencialmente, no material utilizado para confeccionar a coroa (parte visível do dente). A cerâmica tem melhor estética e é mais resistente. O acrílico é mais económico e é usado, normalmente, como provisório, dado que passado algum tempo começa a apresentar alguns problemas estéticos.

  4. Parte superior, faltam-me: esq. pré-molares e molares e dir. 1º pré-molar e molares.
    Parte inferior, faltam-me: esq. 2º pré-molar e 1º e 2º molares e dir. 1º e 2º molares.
    Gostaria de saber se, para meter implantes, terei que meter todos de uma só vez ou se pode ser em várias fases. Obrigado.

  5. Olá, Lúcia.
    Obrigado pela sua questão.
    O tratamento com implantes dentários é altamente personalizado e, por isso, dependente das características de cada paciente e da região intra-oral a tratar.
    A resposta à sua questão só poderá ser dada por um médico dentista que lhe tenha realizado um exame clínico e radiográfico.
    Estamos completamente ao dispôr.

  6. Bom dia!
    Uso uma prótese total no maxilar superior, e parcial no inferior!…, gostaria de saber qual o preço (aproximado) para proceder á fixação das mesmas.
    Cumprimentos
    AC

  7. Bom dia.
    Antes de mais, obrigado pela sua questão.
    Qualquer orçamento, ainda que aproximado, carece de um exame clínico e radiográfico prévio.
    Por esse motivo, deve contactar um médico dentista com formação em implantologia para poder obter uma resposta.
    Estamos completamente ao dispôr, se necessitar.

  8. Boa noite
    Sou de braga e decidi fazer esta questao para ter uma noção mais ou menos do valor k podera ficar todo o tratamento k pretento..é o seguinte…tenho 16 dentes nao es bom estado e 5 raizes..gostaria de os remover o colocar protese implantes fixos nos 2 maxilares…podera dar me o valor aproximado d todo o tratamento?
    Obrigado

  9. Obrigado pelo comentário, Sónia.
    Qualquer orçamento, ainda que aproximado, carece de um exame clínico e radiográfico prévio.
    Por esse motivo, deve contactar um médico dentista com formação em implantologia para poder obter uma resposta.

  10. Obrigado pelo comentário.
    Qualquer orçamento, ainda que aproximado, carece de um exame clínico e radiográfico prévio.
    Por esse motivo, deve contactar um médico dentista com formação em implantologia para poder obter uma resposta.

  11. Bom dia

    Vou agora a portugal de 1 a 7 de março

    Sera que e possivel colocar um implante nesse periodo de tempo?

    Obrigado

  12. Bom dia, Nelson.
    Teoricamente será possível, mas deverá sempre realizar uma consulta de diagnóstico previamente para que possamos verificar se tem todas as condições para colocar o implante e se é, efectivamente, o tratamento de que necessita.
    Até breve
    Obrigado pelo comentário

  13. Obrigado pelo comentário, Ana.
    Qualquer orçamento, ainda que aproximado, carece de um exame clínico e radiográfico prévio.
    Por esse motivo, deve contactar um médico dentista com formação em implantologia para poder obter uma resposta.

  14. Gostaria de saber se o período de tempo entre arrancar o dente e colocar o implante tem limite máximo, isto é, numa situação em que o dente já tenha sido arrancado há mais de 1ano por exemplo o implante ainda é uma alternativa?

  15. Olá, Marta.
    Não existe um limite máximo. Ou seja, em qualquer altura poderá substituir o dente perdido.
    Essa substituição deve ser feita o mais rápido possível pelo motivo de que existe uma reabsorção óssea significativa após a extracção dentária e, como sabe, o implante é colocado dentro do osso, pelo que convém ter uma boa disponibilidade óssea.
    Ou seja, quanto mais tempo passar entre a extracção dentária e a colocação do implante, menos osso disponível existirá para o implante, mas isso não inviabiliza o tratamento.
    Deve consultar um médico dentista para fazer um estudo radiológico e saber se existe osso disponível em boa quantidade e qualidade, ou se necessita de algum tipo de tratamento de regeneração óssea para depois colocar o implante.
    Espero ter ajudado

  16. Boa tarde estive a ver varios estudos acerca da durabilidade dos implantes (15 anos +-) gostaria de saber se podem colocar novos implantes apos esses anos ou se se perde completamente aquele dente? obrigado

  17. Olá, Filipe.
    A durabilidade dos implantes, tal como dos dentes naturais, depende essencialmente de aspectos mecânicos e biológicos. Ou seja, teoricamente, se não existirem “acidentes” imprevistos, como traumatismos ou infecções, não existe um prazo de durabilidade para os implantes e eles podem funcionar em boca permanentemente.
    Há implantes que funcionam há 30 anos e até mais. Como também há, infelizmente, casos em que ocorrem problemas. Nestes casos há situações que são tratadas e tudo permanece funcional, e há outras situações que acabam em remoção do implante.
    Caso existam problemas biológicos ou mecânicos que levem, em último caso, à perda de um implante, isso poderia obrigar à substituição também do “dente”, ou seja, da coroa respectiva.
    Espero ter ajudado

  18. Um familiar meu necessita de implantes em todo o maxilar inferior. Por que razão deveria escolher a vossa clínica?

  19. Cara Alexandra Figueira, obrigado pelo seu comentário.
    A sua questão indica-me que muito provavelmente não conhece a nossa clínica nem tem qualquer referência da mesma.
    Um tratamento médico é um serviço com características muito diferentes de outros serviços que contratamos ou produtos que compramos. Por esse motivo, os argumentos que servem para vender determinados produtos ou serviços, do meu ponto de vista, não são adequados para os actos médicos.
    Por isso, em vez de tentar “vender” a nossa clínica, vou-lhe dar alguns conselhos:
    1 – Peça referências de médicos dentistas (mais importante do que a clínica é o médico) a pessoas que tenham realizado tratamento com implantes dentários e tenham tido boas experiências;
    2 – Peça opiniões sobre diagnóstico, plano de tratamento e estimativa de honorários a vários médicos dentistas. Poderá ficar surpreendida com opções de tratamento que provavelmente nem lhe tinham falado antes;
    3 – Não decida nada no momento. Pense em casa, com calma, sobre as alternativas que tem. Se tiver dúvidas, esclareça-as. Contacte novamente o médico dentista. Nunca decida avançar para um tratamento complexo como esse se tiver dúvidas não esclarecidas.
    Espero ter ajudado. Estamos ao dispôr!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Excelência em Reabilitação Oral