Arquivo da Categoria: Medicina Dentária

Diagnóstico e Tratamento periodontal

O passo mais importante para quem tem sintomas, factores de risco ou história familiar de doença periodontal é o diagnóstico.

Apenas através do diagnóstico é possível ter informação concreta da existência ou não da doença, do real estado de evolução da mesma, do prognóstico e de qual o plano de tratamento adequado.

Para realizar um correcto diagnóstico é imprescindível a realização de exames clínicos minuciosos que resultarão na elaboração de um periodontograma – ferramenta essencial durante o tratamento e para o controlo posterior da doença.

Continua em: Doença Periodontal (Diagnóstico e Tratamento)

Sedação Consciente

A técnica da Sedação Consciente é especialmente adequada para crianças ou adultos que encarem os tratamentos dentários com receio e/ou ansiedade.

A técnica de sedação inalatória com recurso ao gás de protóxido de azoto é utilizada em serviços de pediatria e medicina dentária há muitas décadas, sendo usada abundantemente nos E.U.A. e no Reino Unido. Consiste na administração por via nasal de uma mistura de dois gases: protóxido de azoto e oxigénio. É perfeitamente segura, mesmo em pacientes com complicações de saúde (excepto alguns casos graves de doenças respiratórias).

 

Ver mais em: Sedação Consciente – Página

Cárie Dentária – o que é e como se desenvolve?

Introdução

 

A cárie dentária é uma doença provocada por bactérias que existem no meio oral.

Quando, por algum motivo, existe um desequilíbrio na flora oral que favorece o desenvolvimento e reprodução das bactérias cariogénicas, temos alta probabilidade de começar a sofrer de cárie dentária.

As causas desse desequilíbrio podem ser diversas, desde alterações na alimentação, na saliva, má higiene oral, contágio a partir de outra pessoa, problemas de saúde, etc.

Existem fundamentalmente 3 condições para o desenvolvimento da cárie dentária: a presença de bactérias cariogénicas, a presença de nutrientes para o desenvolvimento destas, e a susceptibilidade do indivíduo. Quando estas três condições se juntam, é altamente provável que exista a doença.

(MAIS INFORMAÇÃO NA PÁGINA “CÁRIE DENTÁRIA”)

Os factores de risco favorecem o estabelecimento dessas condições e os principais são, entre outros:

  • Má higiene oral
  • Dieta rica em açúcar
  • Alimentos ou bebidas ácidas
  • Bebidas refrigerantes
  • Tabaco

 Medidas e tratamentos de prevenção da cárie dentária na Clínica do Mar

 

  • Instruções e motivação para a higiene oral (método de escovagem, fio dentário, pasta fluoretada, colutório)
  • Instruções e motivação para dietas saudáveis, com menos açúcar, principalmente em idades jovens (alimentos e bebidas refrigerantes),
  • Consultas de rotina/manutenção com intervalos regulares (6 meses ou 1 ano, dependendo da susceptibilidade do paciente) e radiografias interproximais (bite-wing) anuais, 
  • Aplicação de selantes de fissuras em molares e pré-molares.
  • Aplicação tópica de flúor quando indicada.

(MAIS INFORMAÇÃO NA PÁGINA “CÁRIE DENTÁRIA”)